Wiki Castlevania
Advertisement

Maria Renard é uma jovem caçadora de vampiros. Ela tinha apenas doze anos no momento em que ela faz sua primeira aparição na série, mas já dominava o uso de feitiços mágicos, controlando espíritos animais.

Aparência Física[]

Maria é uma moça bonita e de aparência inocente com longos cabelos loiros. Seus olhos são de cor azul-esverdeados, muito grandes e expressivos. Quando criança, Maria usa uma fita azul nos cabelos, um longo vestido rosa e pequenas botas marrons, ou alternativamente uma veste rosa de duas peças com uma faixa azul longa em torno de sua cintura.

Quando mais velha, Maria veste uma túnica curta tom esmeralda com punhos de ouro e mangas curtas, As bordas são decoradas com revestimentos de prata, usa longas luvas de couro marrom acima de seus cotovelos, shorts pretos curtos, e uma faixa dourada e grossa em torno de sua cintura , longas meias brancas com fitas esmeralda verde nas bordas.

Personalidade[]

Maria é retratada como sendo relativamente ingênua. É um pouco desajeitada, tropeçando e eventualmente errando suas magias. Ela tem uma personalidade cômica e é dotada de um bom senso de humor, é bastante impulsiva e não tem medo de se colocar em situações que a botam em perigo.

Maria desde pequena é insistente a ponto de ser teimosa. Ela é sempre vocal e transparente sobre o que sente, e fica incomodada quando os outros não falam o que pensam.

Historia[]

Rondo of Blood e Castlevania: The Dracula X Chronicles[]

Maria nasceu de pais aristocráticos do Clã Renard, que tinham vínculos de sangue distantes com o Clã Belmont e eram conhecidos por manter as pombas como animais de estimação para proteção. Ela nasceu com um poderoso potencial mágico e foi muito corajosa desde quando era uma menina pequena.

Em 1792, quando Maria tinha doze anos, o sacerdote Shaft invadiu a sua aldeia para procurar mulheres para serem oferecidas como sacrifício ao seu senhor Drácula. Os pais de Maria foram mortos na invasão e ela foi levada com três outras aldeãs : Iris, uma filha do médico, Tera, uma freira e Annette, noiva do guerreiro Richter Belmont, o caçador de vampiros da atual geração .

Nessas circunstâncias que Maria conheceu Annette, as duas tendo perdido seus pais, ambas formaram um vínculo no cativeiro e Maria começou a se referir a Annette como sua "grande irmã". Annette contou a ela sobre Richter e quão poderoso ele era e que ela tinha certeza de que ele os salvaria.

Shaft percebeu que Maria tinha um poder escondido dentro dela e determinou que seria melhor usado para servir o Conde Drácula. Ele separou Maria de Annette e trouxe-a para um quarto de cerimônia escondida. Lá ele lançou um feitiço sobre ela, que aumentou esse poder, mas ele foi interrompido por Richter Belmont. Shaft fugiu sem lutar. Richter pediu-lhe que voltasse para casa para seus pais, mas ela respondeu que, já que agora estavam no céu, ela não tinha para onde ir e seguiria Richter.

Então ela se apresentou, identificando-se como uma caçadora de vampiros apesar de sua pouca idade. Richter respondeu com uma risada e disse-lhe para deixar o negócio de caça de vampiros para um homem mais velho como ele, o que deixou Maria chateada.

Ela tinha um forte desejo de salvar Annette e os outros aldeões, e parar o "homem mau" que os havia capturado. Quando ela ficou um pouco irritada com os apelos de Richter por ela por segurança, ela convocou inadvertidamente um dragão pela primeira vez, o que pegou Richter desprevenido. Agora era evidente que ela não era mais uma menina indefesa, e que tinha o poder, a vontade e a teimosia para sobreviver no castelo. Richter sentiu que não tinha escolha senão permitir que ela o ajudasse.

Maria usou poderes recém-despertados para ganhar domínio sobre os animais, bem como as quatro bestas celestiais, para protegê-la em sua busca. Maria e Richter se dividiram para procurar as donzelas da aldeia desaparecidas. As meninas que Maria conseguiu salvar ficaram muito surpresas, e talvez um pouco decepcionadas, por terem sido salvas por uma moça em vez de um jovem forte. Porém Maria permaneceu alegremente otimista e confiante em suas habilidades e na ajuda de seus amigos animais. Eles foram eventualmente capazes de salvar todas as donzelas da aldeia e Shaft foi derrotado.

Castlevania Judgement[]

Depois que Drácula foi derrotado, Maria foi adotada como irmã mais nova por Richter e Annette. Enquanto isso, ela encontrou um novo animal de estimação, uma coruja chamada Osca, que agora vivia com junto com suas pombas. Maria teve dificuldade em crescer como uma jovem em uma aldeia cheia de mulheres adultas bem abastecidas.

Quando Maria tinha 15 anos, sentiu uma estranha inquietação entre seus amigos animais. Em uma noite de lua cheia, ela entrou em uma floresta escura para procurar por respostas. Então ela entrou em um intervalo de tempo onde ela foi recebida por um homem estranho chamado Aeon . Ele explicou a ela que ali é um império no qual ela encontraria o que ela deseja, mas que ela deve passar em alguns testes primeiro. Ela ficou encantada com a perspectiva de receber um presente, então aceitou alegremente o desafio. Talvez isso poderia resolver seus problemas de autoestima? Ela lutou com diferentes guerreiros de outros tempos, incluindo Shanoa, que cometeu o erro de se dirigir a ela como uma garotinha, Sypha sua ancestral, e Carmilla, uma vampira que deveria ter sido destruída de qualquer maneira. Depois de voltar ao mundo normal, o "tempo" deu a ela a duração que ela desejava. Ela logo percebeu que sua superficialidade e preocupação com aparências físicas, lenta mas seguramente, começou a desvanecer como um sonho.

Castlevania: Symphony of the Night[]

Em 1796, Richter desapareceu sob a luz da lua cheia. Maria imediatamente se dispôs a encontrar seu guardião sem a menor ideia de por onde começar. Depois de um ano de busca, em 1797, o Castelo de Drácula reapareceu como para mostrar-lhe o caminho. Enquanto ela explorava Castelo de Drácula, desconhecido para ela. Alucard, foi misteriosamente despertado de seu sono. Alucard também se dirigiu ao castelo com a intenção de destruí-lo e prevenir o renascimento de Drácula.

Maria e Alucard encontrariam-se várias vezes enquanto seguiam seus objetivos separados. Maria ficou surpresa ao encontrar outro "humano" no castelo, mas quando Alucard se apresentou descobriu que eles tinha o mesmo objetivo, ela decidiu confiar nele e ambos seguiram seus caminhos separados.

Maria teve dificuldade em dar uma volta ao castelo, pois sua própria forma parecia diferente da última vez que ela estave lá. Quando ela se encontrou com Alucard novamente, ela perguntou sobre isso e ele explicou que o próprio castelo era uma criatura de caos e que tomava muitas formas.

Enquanto Alucard perseguia o feiticeiro Shaft no castelo, Maria o ajudou o Ritcher ferido a escapar do castelo.

Eles foram a um morro a uma distância segura do castelo e esperaram que Alucard terminasse sua tarefa. Enquanto observavam o castelo se derrubar depois da vitória, Alucard encontrou-se com eles para despedir-se. Ele lhes disse que seu sangue estava amaldiçoado e que o mundo seria melhor sem a presença dele, e então para voltar ao seu profundo sono.

Isso era inaceitável para Maria, que tinha desenvolvido um forte carinho em relação a Alucard e não podia imaginar que ele não fosse parte de sua vida. Depois que Richter assegurou-lhe que estava bem, ela tentou convencê-lo a ficar.

Castlevania: Nocturne of Recollection[]

Maria conseguiu convencer Alucard a ficar e os dois estavam vivendo em uma casa fora da cidade, porém eles tinham uma relação frustrante e os sentimentos da moça eram platônicos. Sabendo que seria difícil para a alma atormentada de Alucard se curar depois de matar seu próprio pai, ela era afetuosa com ele, mas apesar de seus melhores esforços, ele permaneceu emocionalmente distante.

Maria interrompeu um pesadelo de Alucard quando entrou na sala para acordá-lo. Os dois acabaram em uma discussão pois Maria estava frustrada que Alucard não se abria e nem contava nada a ela.

Depois de ser chamada de irritante por um servo, e ter suas habilidades culinárias insutadas por Alucard, Maria dirigiu-se ao mercado para comprar comida na tentativa de faze-los mudar de idéia. Lá, ela recebeu uma carta de Richter sobre certos boatos sombrios que cercam sua cidade. Ele parecia estar especialmente preocupado com Alucard, mesmo que ele se recusasse a acreditar que ele estava envolvido.

No caminho de volta, ela encontrou dois homens, Cyril e Alexis, que alegavam ser caçadores de vampiros. Os dois alertaram sobre relatórios recentes de ataques de vampiros contra mulheres e pediram que ela voltasse para casa. Logo depois que eles se foram, ela encontrou um Incubus chamado Magnus, que explicou com alegria que Alucard era maligno e tinha sede de sangue humano. Ela os atacou, embora ele não tivesse vontade de lutar; então Magnus pariu com a promessa de encontrá-la novamente.

Apesar do que Maria queria acreditar, Alucard confirmou as palavras de Magnus e Maria, ferida de tristeza, partiu, sob a indiferença de Alucard que não se esforçou para impedi-la de partir.

Arrependida mais tarde, ela decidiu voltar, mas encontrou Cyril e Alexis novamente. Os dois mencionaram uma poção especial, que Maria reconheceu como perigosa. Ela tentou impedi-los e na luta que se seguiu, o frasco caiu no chão. Maria, envolvida em névoa, perdeu a consciência. Ela foi encontrada por Richter e levada de volta para casa, onde ela acordou apenas para descobrir que ela não poderia mais entrar em contato com seus espíritos guardiões. Ela insistiu em lutar ao lado de Alucard, apesar das circunstâncias, mas o próprio Alucard a impediu e pos-se para enfrentar Magnus sozinho.

Maria o seguiu de qualquer jeito e chegou logo a tempo de encontrá-lo perdendo uma luta mental contra Magnus.. Magnus tentou matá-la, mas o desespero a reconectou com seus espíritos, virando a maré da batalha.

Testemunhando Maria perto da morte, Alucard finalmente mostrou alguma emoção a ela. Ele pediu desculpas e Maria aceitou sem hesitação. No entanto, apesar da derrota de Magnus, Alucard ainda se sentia terrivelmente culpado em relação ao seu amigo Lyudmil, a quem ele não conseguiu salvar.

Jogabilidade[]

Sua arma principal são pombos que tem uma trajetória de ir e voltar, geralmente dando mais dano por esse fato. Suas armas secundárias consistem em: um gato , uma tartaruga, cardeais vermelhos, um dragão, um ovo, um livro da música e uma chave. Assim como Richter, Maria domina o crash item, porém consome mais corações.

Rondo of Blood e Dracula x Chronicle[]

Além de seus ataques normais Maria pode usar a combinação das teclas "para baixo", "para cima", "para baixo-direita" e II , o que gera um holograma que ataca o adversário.

Os movimentos de deslizamento e salto duplo de Maria são diferentes dos de Richter. Richter é um pouco lento, Maria é mais rápida. Também é mais fácil para iniciantes jogarem com ela.

Symphony of the Night[]

Desta vez ela não possui nenhum animal companheiro. Os principais ataques consistem e socos e chutes. Também pode usar explosões de energia para ataques a distancia. Ela pode usar as mesmas armas que o Richter, mas ela não pode mais usar nenhum item. Ela pode realizar feitiços que recebe a energia dos animais que Castlevania: Rondo of Blood.

Na versão de Playstation ela usa algumas das suas armas secundárias tradicionais novamente e ela também pode pegar o Item Crash. Ela também tem uma segunda arma, chamada Doll, que é como o Guardian Knuckle. Seu ataque primário foi substituído por corujas. Ela também pode fazer um super pulo e ela pode flutuar lentamente se ela segurar uma de suas corujas sobre sua cabeça.

Galeria[]

Curiosidades[]

  • O sobrenome " Renard " em francês e significa literalmente "raposa".
  • Seu sobrenome em japonês deriva da Learned Memorial Library , um prédio da Universidade Doshisha em Kyoto, no Japão. O edifício recebeu o nome de Dwight Whitney Learned (1848-1943).
  • Em Castlevania: The Dracula X Chronicles , Maria usa roupas semelhantes a de um menino. Suas vestimentas no jogo Symphony of the Night também são consideradas masculinas no século em que a história ocorre.
  • O guia de Rondo of Blood afirma que Maria tem laços familiares com os Belmonts. Isto foi reafirmado nos jogos Castlevania: Dracula X Chronicles e Castlevania: Judgement.
  • Na versão mais recente da linha do tempo, é explicado que Maria foi adotada pela família Belmont, razão pela qual ela se tornou a cunhada de Richter, clarificando porque em Symphony of Night ela é referida como tal, já que a palavra cunhada significa literalmente" irmã adotada" ou "irmã por lei" em algumas outras línguas. Em Castlevania: Vampire's Kiss , é citado somente que Maria foi criada como irmã mais nova de Annette
  • Não há confirmação canônica se Maria teve um relacionamento com Alucard em algum ponto depois da história, mas tudo indica que os sentimentos de Maria eram platônicos.
  • Em Castlevania: Judgment é explicitado que Maria se tornou órfã quando seus pais foram mortos por um vampiro, aprofundando as informações do jogo Rondo of Blood que não explica como ou quando os pais dela faleceram.
  • O tipo de sanguineo de Maria é AB.
  • O conceito original de Symphony of the Night era que Maria fosse transformada em um monstro no fim do jogo. Como ela se tornou uma personagem jogável, a idéia não foi levada adiante na versão final.
Advertisement